Ganhar Dinheiro Rápido

Gerenciando uma empresa de dropshipping (parte 4)

Continuando o artigo anterior Gerenciando uma empresa de dropshipping parte 3, hoje vamos falar sobre Segurança e Questões relacionadas a fraudes.

Começando com armazenamento de números de Cartões de Crédito.

Armazenar informações de cartão de crédito dos seus clientes pode permitir a reordenação conveniente e aumentar as vendas. Mas se você está hospedando seu próprio site, isso geralmente não vale a pena devido aos problemas de segurança e responsabilidade. Para armazenar dados de cartão de crédito, você precisa para cumprir todos os tipos de PCI (Payment Card Industry), ou seja, regras de conformidade e auditorias de segurança. Este processo é dispendioso e complexo, especialmente para os comerciantes não profissionais. E se o seu servidor for hackeado ou invadido, você pode ser responsável pela informação do cartão roubado.

A melhor solução é não armazenar os dados do cartão de crédito dos seus clientes. Concentre seus esforços no marketing e serviço ao cliente em vez de auditorias de segurança. Felizmente, se você estiver usando uma plataforma hospedada como Shopify você não vai precisar se preocupar com nada disso. Mas se você estiver usando um site auto-hospedado, certifique-se de desativar o recurso de “informações de cartão” no seu painel de configuração.

A melhor opção ao se lidar com cartão de crédito, é terceirizar o serviço no site, usando PagSeguro ou Paypal. Existe um plugin no WordPress que faz essa integração, quando usamos o Woocommerce.


Lidar com pedidos fraudulentos

A possibilidade de pedidos fraudulentos pode ser assustadora quando você está começando, mas com um pouco de bom senso e cuidado você pode impedir a grande maioria das perdas devido à fraude.


Sistema de Verificação de Endereço

A medida mais comum e amplamente utilizada de prevenção da fraude é o AVS, ou sistema de verificação de endereço. Quando o recurso de AVS é habilitado, os clientes devem digitar o endereço no arquivo com seu cartão de crédito para a transação ser aprovada. Isso ajuda a impedir que ladrões com apenas o número do cartão de crédito façam compras online.

A grande maioria das encomendas de comércio eletrônico fraudulentas ocorrem quando os endereços de faturação e de entrega são diferentes. Nestes casos, o ladrão preenche endereço do proprietário do cartão como o endereço de cobrança e coloca outro endereço de envio diferente para as mercadorias. Infelizmente, se você não permitir que os clientes enviem para os outros endereços, diferentes do endereço de cobrança, você vai perder vários pedidos legítimos. Mas se permitir isso, você corre risco de pedidos fraudulentos que você terá que pagar.

Felizmente, os fraudadores tendem a seguir padrões, o que torna mais fácil detectar ordens ilegítimas antes de enviar os produtos. Veja alguns dos sinais comumente usados (claro que somente um não significa uma fraude, mas se houver dois ou três itens desta lista, convém tomar cuidado, pois é de se desconfiar):

1. Endereço diferente de cobrança e envio mais uma vez, mais de 95% de todos os pedidos fraudulentos terão diferentes endereços de cobrança e de envio. 2. Nomes diferentes diferentes nomes nos endereços de cobrança e de envio podem ser uma bandeira vermelha para pedidos fraudulentos. Ou é isso, ou é compra de presentes. 3. Endereços de e-mails incomuns a maioria das pessoas têm endereços de e-mail que incorporam alguma parte do seu nome, o que lhe permite corresponder parte de um endereço de e-mail para o nome de um cliente. Mas se você vê um endereço como dfssdfsdf@gmail.com, há uma boa chance de que seja um endereço inventado e é um sinal de fraude. 4. Forma de entrega uma vez que eles estão comprando tudo no cartão de outra pessoa, os fraudadores, muitas vezes, pegam o método de entrega mais rápido e mais caro. Isso também reduz a quantidade de tempo que você tem até pegá-los antes que o item seja entregue.
Se você encontrar um pedido que você suspeite ser fraudulento, basta pegar o telefone e tentar ligar para a pessoa. Fraudadores quase nunca colocam seu número real num pedido. Se o pedido for legítimo, você provavelmente terá 30 segundos de conversa com alguém que esclarecerá tudo. Senão, você vai ligar para um número inexistente ou vai atender alguém que não faz ideia que encomendou um barco de 25 pés previsto para entrega durante a noite. Nesse ponto, você pode cancelar o pedido e emitir um reembolso para evitar estornos ou problemas.

Para mais informações sobre dropshipping, como importar e tornar-se um revendedor, criar uma loja virtual no Mercado Livre ou em seu próprio domínio, você terá no curso Academia do Importador. O melhor curso online do Brasil sobre importar roupas de marca ORIGINAIS, direto dos fornecedores OFICIAIS dos Estados Unidos. Além de roupas de marcas famosas, celulares, eletrônicos, perfumes, suplementos alimentares, peças de carros, bonés, maquiagens em geral, o melhor curso sobre importação do momento. Tanto para quem deseja economizar, quanto para quem deseja revender, o Academia do Importador é, sem dúvida, a SUA melhor opção.


Um comentário sobre “Gerenciando uma empresa de dropshipping (parte 4)

  1. Matteo Todeschini

    Li um testemunho de empréstimo que falou de um homem honesto e sério. E que ajudou-me com um empréstimo de 180.000,00R$. Mim garantidos que recebi o empréstimo que a semana último e graças à este dinheiro poderia pagar as minhas faturas e abrir a minha limpa empresa à vocês que não os têm o favor dos bancos eis é enviar por correio eletrónico : muscolinogiovanni61@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *